18.4.12

Saudades das Ermidas do Sado

Nesse fim de semana nas Ermidas do Sado, fiquei alojado na casa da D.ª Lurdes (Mãe da Inês Lampreia), que nos recebeu com um jantarinho alentejano de comer e chorar por mais... Depois, enquanto uns dormiam a sesta, outros ficavam à conversa sentados à sombra do alpendre, deixando o tempo passar... Escolhi esta segunda opção e juntei aos dois dedos de conversa este desenho feito no diário gráfico  :) Estive nisto quase uma hora, mas até as nuvens pareciam ter parado para as desenhar...
---
The view from Mrs Lurdes front porch, at Ermidas do Sado (Alentejo), who welcomed us with her arms wide open and and some home made typical local delicacies :) After which, while some slept siesta, others stayed chit-chating seated under the porch shade just wasting time... I chose the second option and took advantage of it to draw on my sketchbook :) It took me nearly an hour, but even the clouds seemed to have stopped, allowing me to draw them ...

7 comments:

Silvia Mota Lopes said...

Richard já provaste a comida daqui do Minho? bem me parecia;)

Richard Câmara said...

Confesso que não... Mas desconfio que quando o fizer, vou ter que fazer uns quantos posts alusivos a essa experiência! :)

Silvia Mota Lopes said...

:)que delícia!

Manuela Rolão said...

E valeu a pena a hora a desenhar, está fantástico.Claro que tudo isto graças à comidinha da D. Lurdes...

Richard Câmara said...

Sem qualquer sombra de dúvidas!!!
:)
Bjs!

raquel said...

Por esses lados não há só jantarinhos alentejanos: Migas, feijão, carne de porco preto, cozido, borrego e até peixe ali daqueles mares profundos do largo de Sines, com um sabor a mar inconfundivel. Oh, Câmara, você tem de voltar mesmo ali às Ermidas onde eu, quando lá estou, me sinto tão longe de tudo mas quando lá não estou morro de saudade das coisas boas que nós temos e não sabemos aproveitar...

Richard Câmara said...

:)
Talvez em Julho, talvez em Julho...